Escolha o seu idioma de preferência para tirar o máximo proveito das páginas do nosso Jornal:
English 日本語 Español Português

Fizemos muitas melhoras nas seções do nosso Jornal. Por favor, envie-nos a sua opinião ao escrever para editor@DiscoverNikkei.org!

Quem é um nikkei? Diálogo com o presidente da Kaigai Nikkeijin Kyokai, Sr. Katsuyuki Tanaka

Katsuyuki Tanaka, Presidente de la Asociación Kaigai Nikkeijin Kyokai.

Por ocasião de uma apresentação feita durante a XV Convenção Nikkei realizada em maio deste ano na cidade de San Luis Potosí, México, fiz as seguintes perguntas ao presidente da Kaigai Nikkeijin Kyokai (KNK), Sr. Katsuyuki Tanaka, a fim de atualizar o conceito que temos sobre a identidade nikkei, pois com o passar do tempo foi interessante e necessário saber como ela evoluiu englobando novas ideias que todos nós que nos interessamos pelo assunto devemos conhecer e aplicar gradualmente em cada uma das comunidades em nossos países.
 

Qual é o principal trabalho da Kaigai Nikkeijin Kyoukai?

Minha principal tarefa como presidente é gerenciar e operar de forma clara e sólida os projetos Kaigai Nikkeijin Kyokai (KNK), como a Convenção de Nikkeis e Japoneses no Exterior, a implementação de programas de treinamento para bolsistas Nikkeis da JICA, bem como orientar estudantes nikkeis no Japão, ajudar nikkeis residentes no Japão, lidar com relações públicas com sociedades nikkeis no exterior e divulgar a migração japonesa em geral.

Gostaria de enfatizar que a origem da Convenção Nikkei do Exterior é a expressão de gratidão pelo apoio recebido dos nikkeis estrangeiros após a Segunda Guerra Mundial. No período pós-guerra (1946-1952), os Estados Unidos, o Canadá e as Américas Central e do Sul, incluindo o México, enviaram ao Japão alimentos, roupas e medicamentos que foram chamados de “Suprimentos LARA” (LARA, Licensed Agencies for Relief in Ásia), que atingiu um valor de aproximadamente 40 bilhões de ienes. 20% desse apoio vieram dos nikkeis dos Estados Unidos, Canadá e América Latina - México.

Foi um apoio que o Japão apreciou e a "Convenção Fraternal de Nikkeis no Exterior" foi realizada em 1957 em Tóquio para expressar sua profunda gratidão, liderada por membros do Parlamento. Em 1960, sob o nome de "Segunda Convenção Nikkeis Ultramarina", a Kaigai Nikkeijin Kyokai ficou encarregada de organizar esta convenção.
 

Qual é o presente e o futuro do ideal do papel que os nikkeis devem desempenhar em seus respectivos países?

O que espero dos nikkeis é que contribuam para o desenvolvimento do país de residência, como bons cidadãos, mantendo o interesse pela cultura e sociedade japonesas, entendendo o Japão. Também que desempenhem o papel de ponte entre seu país de residência e o Japão, fazendo esforços para fortalecer o vínculo entre os nikkeis de todo o mundo.

O que é ser nikkei para você?

Acho que a palavra nikkei é atribuída aos japoneses que se mudaram para um país diferente e obtiveram cidadania ou residência permanente naquele país e seus descendentes. Ao mesmo tempo, estou ciente de que também existe no Japão a ideia de incluir os cônjuges de japoneses e seus descendentes, mencionados acima, e existe até a ideia de que pessoas que não têm sangue japonês, mas que são interessadas ​​nas atividades da sociedade japonesa e participam ativamente delas.

Alguém que não tenha sangue ou ascendência japonesa, mas tenha atitudes e interesses ainda maiores que um nikkei, pode ser considerado um nikkei?

Acho que essa possibilidade vai aumentar a partir de agora. De fato, a JICA vem convidando essas pessoas para o Japão para programas de treinamento nikkeis há alguns anos.

Desde quando o termo 'nikkei' existe para se referir aos descendentes de japoneses no exterior?

Não tenho conhecimento exato disso. No entanto, na literatura escrita em japonês, o termo "Nikkei Shimin" (cidadão nikkei) aparece no "Hokubei Nenkan" (o Anuário Norte-Americano), publicado em Seattle, Estados Unidos, em 1928. E o termo 'nikkei' aparece pela primeira vez no New York Binran (o New York Handbook) publicado em 1948.

Se possível, você poderia me citar cinco nikkeis que você acha que são os mais notáveis ​​de todos os tempos, e a razão pela qual você os considera assim?

Acho que você já ouviu os nomes do senador Daniel Inoue, do Sr. Norman Mineta, que foi secretário de Comércio e Transporte dos Estados Unidos, do ex-presidente Alberto Fujimori do Peru, e do Sr. Carlos Kasuga, que fundou a Associação Pan-Americana Nikkei. Além dessas pessoas, existem muitos nikkeis de destaque nas áreas de esportes, cultura, artes, economia e ciência etc. No entanto, não existe um padrão para avaliar de forma justa essas pessoas, então eu não poderia listar cinco nikkeis proeminentes.

O que significou para você que atletas nikkeis como Rui Hachimura fosse o porta-bandeira e Naomi Osaka acendesse a pira olímpica na abertura dos últimos Jogos Olímpicos?

Senti o seguinte enquanto assistia à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020: ambos são atletas japoneses que deixaram o Japão orgulhoso no mundo do basquete e do tênis, respectivamente, e é extremamente acertado ao nomeá-los respectivamente como porta-bandeira nacional e portador da tocha olímpica. Na sociedade japonesa, a internacionalização (incluindo o casamento internacional) e a coexistência multicultural estão ocorrendo muito rapidamente.

O que você acha sobre Nikkeis atualmente residindo no Japão?

Muitos nikkeis vieram como trabalhadores em meados da década de 1980 para compensar a escassez de mão de obra no Japão. O número de trabalhadores nikkeis e suas famílias é de 300 mil e, como resultado disso, o Japão tem a terceira maior comunidade nikkei depois do Brasil e dos Estados Unidos. Por isso podemos dizer que os nikkeis também contribuíram para o desenvolvimento econômico e internacionalização do país, bem como para a convivência intercultural e inter-racial.

Poderia enviar uma mensagem para toda a comunidade nikkei?

Para mim, os nikkeis são pessoas que superaram muitas dificuldades e contribuíram para o desenvolvimento de seus países. Pessoas que se esforçaram para entender o Japão e difundir a cultura e os valores para os habitantes de seus países. Eles são sempre os primeiros a resgatar o Japão quando este enfrenta dificuldades e catástrofes naturais.

(Da esquerda) O autor, Presidente Tanaka, Sr. Carlos Kasuga (presidente honorário da Associação Pan-Americana Nikkei), Amalia Yubi Urias (primeira nikkei mexicana a participar dos Jogos Olímpicos de Helsinque 1952) e Daniel Gómez Tanamachi (atleta olímpico nikkei que participou dos Jogos Olímpicos de Londres e Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro na esgrima).  


Conclusões

O conceito atual de quem deve ser considerado um nikkei, vem evoluindo de acordo com os tempos em que vivemos, até a distribuição dos nikkeis no mundo mudou e isso certamente trará como consequência que no futuro novas tendências e ideias surgirão de acordo com a situação que se vive na época. Esperamos que a essência nunca se perca devido ao gosto pela cultura, língua e costumes japoneses que une todos os nikkeis independentemente da nacionalidade a que cada um de nós pertence, sempre mantendo em nossos corações um sentimento de gratidão e ajuda ao Japão quando ele precisa. Um país do qual nossos ancestrais decidiram emigrar há mais de um século e para o qual alguns retornaram para estudar ou outros para residir temporária ou permanentemente.

 

© 2022 Alberto Teramoto

identity Kaigai Nikkeijin Kyokai Katsuyuki Tanaka KNK